Tiago 1.5-8

Crer e Observar - Carta de Tiago

TIAGO 1.5-8 "Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que dúvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma cousa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos."


Precisamos de sabedoria para prosseguirmos firmes!


Ter a devida dimensão de tudo o que acontece conosco, e em nossa volta, e ainda exercer boa consciência, exigirá de nós algo a mais. Muito acima de toda a nossa inteligência, de nosso conhecimento e de nossas informações, está a sabedoria. Ela é uma necessidade vital para o dia a dia e só Deus tem para dar. Ele a concede sem medida e sem jamais passar em nosso rosto o bem que nos faz (v5).


Como ensinado na palavra de Deus, o princípio da sabedoria é o temor ao Senhor (Pv 1.7, 9.10, Sl 111.10). Assim, reconhecendo que necessitamos de sabedoria, ao pedi-la a Deus, o faremos com fé. Mas, não só! Devemos pedir com fé, em nada duvidando! O temor a Deus produzirá em nós uma fé tão grande que dissipará do nosso coração a dúvida que nos faz balançar como uma onda. Nos tornaremos firmes (v6).



Se pedimos algo a Deus tendo dúvida do poder que ele tem, isso demonstrará falta de temor e não alcançaremos dele a sabedoria que buscamos. O pedir algo a Deus, tendo dúvida no coração, corresponde a uma grande falta de firmeza; parecerá que temos uma mente cristã e ao mesmo tempo, uma mente mundana. Agindo dessa maneira, de Deus nada poderemos alcançar (v7).



Tiago conclui essa passagem comparando esse tipo de pessoa a alguém que parece ter um ânimo duplo, como se fosse duas almas convivendo. Duas iniciativas, ou disposições opostas, convivendo em nós e nos transformando em pessoas sem firmeza e que não perseveram; que são inconstantes em seu proceder (v8). Bem-aventurado o que está firme como uma árvore plantada perto da Água da vida (Sl 1).



Rev. Emerson Silva.

Nenhum comentário: