Tiago 1.19-20

Crer e Observar - Carta de Tiago

TIAGO 1.19-20 “Sabeis estas cousas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus.”


Nossa correta reação depende de ouvirmos mais a Deus!


As muitas aflições pelas quais passamos chegam às vezes testar o limite da nossa paciência. Muitas vezes isso acontece por falta da sabedoria que vem de Deus. Sem ela, a sabedoria com a qual poderemos perseverar, logo esgotaremos nossos limites e a ira pecaminosa, sobre a qual o sol se põe, domina o nosso coração. Antes de tudo, em meio às provas, devemos ter prontidão para ouvir mais a palavra de Deus. Só então, mais tarde seremos capazes de falar e de nos indignarmos sem pecar (v19).


A ira é uma perfeição do Deus santo e sua ira, portanto, não é pecaminosa. Ela é a indignação santa que Deus sente contra o pecado e o pecador, único responsável moral das próprias atitudes. Essa ira santa é a que devemos sentir. “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados” (Mt 5.4). Por outro lado, os homens caídos sentem a ira pecaminosa. Aquela ira que Caim, por exemplo, sentiu contra o seu irmão Abel. A ira santa produz a justiça de Deus, mas a ira pecaminosa do homem, não (v20).

Rev. Emerson Silva.

Nenhum comentário: